Artigo

Dia de celebração

20 de Abril de 2017 - 05h00 0 comentário(s) Corrigir A + A -

Por Zelmute Marten, jornalista e chefe de gabinete do deputado estadual Zé Nunes

O dia de ontem deve ser celebrado como um novo marco no processo de coesão, unificação e unidade da região turística da Costa Doce. Sob a liderança da prefeita de Pelotas, Paula Mascarenhas, do secretário municipal de Desenvolvimento, Fernando Estima, e de toda a equipe da secretaria, o principal destino indutor da região turística, lançou uma ferramenta virtual de promoção de seus atrativos turísticos. No mesmo sentido, a Associação dos Municípios da Zona Sul promoveu a primeira reunião formal do ambiente de governança regional, após a aprovação do projeto APL Turismo na Costa Doce, no edital da Secretaria de Estado do Desenvolvimento Econômico, Ciência e Tecnologia.

Estes esforços somam-se a tantos outros estruturados nas últimas duas décadas para a consolidação do turismo como vetor de desenvolvimento regional. A partir da liderança do Sebrae-RS, prefeituras municipais, entidades da sociedade civil, micro e pequenas empresas, Agência de Desenvolvimento do Turismo na Costa Doce, e tantos outros importantes atores, elevam o patamar de integração para a consecução de objetivos comuns que visam contribuir com o processo de desenvolvimento econômico regional.

O momento é fundamental pois, diante do cenário de crise estrutural, a consolidação deste processo de compartilhamento de iniciativas será vital para a estruturação de uma carteira de projetos. A decisão de movimentos conjuntos que visem à promoção do destino e, fundamentalmente, a um processo de maior atração de investimentos internos e externos, nacionais e internacionais, que objetivem dinamizar negócios gerar empregos, promover inclusão social e produtiva, diversificando a matriz regional, está posta.

A consecução de projetos estratégicos como a conclusão da duplicação da BR-116 e a aplicação dos programas constantes no Plano Estratégico de Desenvolvimento Regional, concebido pelo Corede-Sul, com a participação de todos os agentes mencionados no preâmbulo deste texto, só será possível com a nossa verdadeira integração. É necessário ainda, a superação da cultura da fragmentação que caracteriza o atual momento histórico, e, de certa maneira, a tradição da nossa região, para que, assim, todos nós possamos fazer como no dia de hoje, dias de novas celebrações pelo alcance de objetivos fundamentais para o futuro da região turística da Costa Doce.

 


Comentários

Diário Popular - Todos os direitos reservados