Editorial

Pesquisa associa refrigerante à obesidade

13 de Janeiro de 2018 - 05h00 0 comentário(s) Corrigir A + A -

A popularização do refrigerante ao longo das décadas fez surgir uma das principais dúvidas da Medicina moderna: afinal, a bebida açucarada mais popular do planeta provoca obesidade ou não? A resposta passou a ser perserguida pela ciência e o mais recente estudo, realizado pela Universidade Birzeit, na Cisjordânia, mostra que sim.

De acordo com a agência de notícias da USP, um teste similar encomendado pela BBC mostrou o problema causado pela ingestão do refrigerante. O dióxido de carbono, ingrediente indispensável na composição do líquido, faz com que as células humanas liberem o hormônio da fome, a grelina, e naturalmente isso leva a pessoa sentir fome.

Ao analisar esses resultados, a professora Rosa Wanda Diez Garcia, do curso de Nutrição da Faculdade de Medicina de Ribeirão Preto da USP (FMRP), lembrou que o estudo apontou outros problemas além do aumento da fome. Do consumo da bebida derivam a descalcificação do esmalte dos dentes, o aumento do risco de câncer de pâncreas e de próstata, o surgimento de doenças cardíacas, o aumento do diabete, o risco de danos hepáticos e o risco de Alzheimer.

Rosa Wanda destacou ainda que o alto índice de açúcar nos produtos modifica o mecanismo cerebral, aumentando a hiperatividade e a agressividade.

As principais "vítimas" são as crianças, que desde cedo são expostas a grande doses de refrigerantes, em casa ou na escola, onde passam a maior parte do dia. O problema da obesidade infantil chamou tanto a atenção que, ano passado, a Comissão de Constituição e de Justiça da Câmara (CCJ) da Câmara dos Deputados aprovou projeto de lei que proíbe a venda desse tipo de bebida nos educandários do ensino fundamental do Brasil, do 1° ao 9° ano. Caso passe pelo plenário, a proposta será encaminhada ao Senado para apreciação.

Mas cabe principalmente aos pais estimular essa mudança de hábito alimentar, retirando a bebida das compras regulares e substituindo-a _ ou eliminando de vez - no lanche que os filhos levam para a escola. Uma ação com reflexos positivos logo ali, na saúde de cada um.


Comentários

Diário Popular - Todos os direitos reservados