Estilo
Turismo

Prepare sua viagem low cost

Com uma experiência recente pela Europa, empresário Bruno Araújo dá dicas de como se organizar para gastar menos

14 de Abril de 2018 - 11h48 Corrigir A + A -

Por: Ana Cláudia Dias
anacl@diariopopular.com.br 

Bruno Araújo indica começar o planejamento da viagem meses antes da data de saída (Foto: Arquivo Pessoal/DP) (Foto: Divulgação - DP)

Bruno Araújo indica começar o planejamento da viagem meses antes da data de saída (Foto: Arquivo Pessoal/DP) (Foto: Divulgação - DP)

Viajar, especialmente para lugares mais distantes, é um prazer que agrada a muitos, mas que se poderia imaginar, por vezes, ser para poucos. De olho nessa clientela que tem medo de arriscar, a cada ano surgem sites e aplicativos que facilitam a vida dos consumidores e estimulam a quem deseja fazer um bom passeio com condições mais acessíveis. Por meio desta experiência que o empresário Bruno Araújo foi à Europa, em uma viagem totalmente organizada por conta própria e ao estilo low cost (custo baixo). Na matéria deste final de semana do Estilo o, também, personal trainer da Moinho Fitness compartilha um pouco desta vivência com dicas que servem aos iniciantes e aos mais experientes.

O empresário saiu de Porto Alegre dia 3 de março. Em voo com conexão no Rio de Janeiro, foi direto para Roma, onde ficou dois dias. Da capital italiana viajou para Nápolis de trem ficou um dia e voltou para Roma.

De Roma viajou para Amsterdam, onde permaneceu por dois dias. Seguiu para Roterdã de trem, com tempo de permanência de um dia. A próxima parada foi Bruxelas, também um dia. A seguir retornou a Amsterdam, com o mesmo meio de transporte. De lá seguiu de avião direto para Milão, onde ficou dois dias. Na sequência visitou Turim, um dia, e Gênova, outro dia, e retornou a Milão, de onde partiu o retorno ao Brasil.

Leia as dicas:

1 - Planejamento é essencial, compre o que puder com antecedência.

Experiente em viagens internacionais, o empresário costuma preparar tudo meses antes da viagem. No mês de março ele fez uma trip de 15 dias por oito cidades, destas, apenas uma ele conhecia.


2 - Passagens aéreas são vendidas até 12 meses antes da saída. Quanto antes comprar melhor.

"As passagens aéreas comprei nove meses antes da data da viagem e os hostels reservei seis meses antes", conta. 


3 - Os hostels são opção de hospedagem barata; ele fez as reservas seis meses antes da data da viagem

Todas as reservas foram feitas via Booking.com. A opção foi por hostels com notas acima de 8. Os 14 dias em hostel custaram R$1.432,00, e ele chegou a ficar num quarto com seis pessoas.

4 - Use aplicativos e sites para encontrar passagens e acomodações.

A viagem, basicamente começou pelas passagens. Araújo pesquisou e descobriu no site www.viagensimperdiveis.com.br bilhetes promocionais (ida e volta) para dois destinos (Roma, Milão, Amsterdam ou Paris). Ele optou por Roma, Milão e Amsterdam e o custo foi de R$2,5 mil, valor que poderia ser pago em dez parcelas sem juros.

5 - Quando for para o exterior, compre chip do local para onde vai viajar, há sites que fazem este negócio.

Para facilitar a comunicação, Bruno Araújo comprou o chip de celular no Brasil pela Easesim For You. A empresa oferece planos com data de ida e volta. O chip chega no seu endereço em até cinco dias úteis.
É mais barato do que comprar lá e facilita a vida do turista. "Comprei um chip para turista que valia para a toda a Europa." O pré-pago com tempo determinado e internet 3G, saiu 50 dólares.

6 - Saia de casa com um prévios roteiro dos locais que quer visitar para não perder tempo.

A ideia é procurar recomendações de amigos ou referências em sites. Nos locais Araújo contou com a ajuda do site TripAdvisor e do aplicativo Foursquare, com eles descobriu os pontos turísticos. "O Foursquare te dá os principais da cidade e os que estão mais perto. Te economiza um tempo."  Ele também recomenda o TripAdvisor e o Foursquare para quem quer palmilhar as cidades.

7 - Prepare-se para não se perder quando ficar off line

Outra dica de Araújo é deixar os mapas do Google salvos para caso o usuário fique off line. Assim evita problemas de localização. "Mesmo que estejas sem internet o localizador vai te encaixar dentro do mapa."

8 - Estipule uma meta de gastos

Para esta viagem econômica, o cálculo era de um gasto máximo de 100 euros por dia, mas chegou a gastar menos. O turista custeou o passeio com euros, que trocou ainda em Pelotas, e com cartão de crédito.

9 - A recomendação é levar pouca bagagem.

Araújo levou uma mochila grande com cerca de 60 peças de vestuário, que ele carregava nas costas e outra pequena com documentos e eletrônicos que carregava na frente.

10 - Segurança é o principal

O dinheiro ele levou em uma "doleira" e andava com ele o tempo todo. Nos hostels guardava valores em armários trancados com cadeados.

11 - Organize a documentação

Outra dica é fazer prints e cópias de todos os comprovantes de reservas.

Comentários Comente

REDES SOCIAIS

Diário Popular - Todos os direitos reservados