Oportunidade

Nova chance de negociar dívidas com descontos

O mesmo ocorrerá na Festa do Artesanato, Comércio, Indústria e Serviços do Rio Grande (Fearg), entre os dias 3 e 7 de julho, na vizinha cidade

12 de Junho de 2018 - 10h30 Corrigir A + A -

Por: Maria da Graça Marques
graca@diariopopular.com.br 

Especial. O Caminhão da Sorte tem foco nas loterias, mas oportuniza quitar dívidas. (Foto: Eduardo Benedetti - Especial - DP)

Especial. O Caminhão da Sorte tem foco nas loterias, mas oportuniza quitar dívidas. (Foto: Eduardo Benedetti - Especial - DP)

Em ação especial da Superintendência Regional Extremo Sul da Caixa Econômica Federal, o Caminhão da Sorte, instalado dentro do Centro de Eventos, nesta semana, oportunizará a negociação de dívidas com a instituição com descontos de até 90%. O mesmo ocorrerá na Festa do Artesanato, Comércio, Indústria e Serviços do Rio Grande (Fearg), entre os dias 3 e 7 de julho, na vizinha cidade.

Dentro da programação da 26ª Feira Nacional do Doce (Fenadoce), ocorrerão no Caminhão da Sorte em Pelotas os sorteios das loterias da Caixa. “A Caixa é parceira da Fenadoce e, este ano, estamos oferecendo uma ótima oportunidade para que nossos clientes possam aproveitar a visita à feira para adotar uma nova organização da sua vida financeira”, diz o superintendente regional em Pelotas, Marcos Tavaniello.

Com a campanha Fique em Dia com a Caixa, uma continuação especial do Quita Fácil, os clientes com contratos de crédito em atraso poderão procurar o Caminhão da Sorte para negociar suas dívidas com descontos de até 90% sobre o valor original para pagamentos à vista. No total, mais de 20 mil clientes, pessoas físicas e jurídicas, de Pelotas e região, poderão ser beneficiados.

Equipe de funcionários da Caixa estará instalada no Caminhão da Sorte, capacitada para orientar os clientes sobre as melhores alternativas para regularizar suas situações financeiras. Os pagamentos, conforme os valores, poderão ser feitos na unidade lotérica em funcionamento no local.

Atendimentos
Desta terça a sexta-feira, das 14h às 18h

Sábado, o último dia, das 10h às 18h


Comentários


Diário Popular - Todos os direitos reservados