Comércio

Promoções de TV em tempo de Copa do Mundo

A oportunidade é de conquistar torcedores com preços baixos e parcelamentos longos

03 de Junho de 2018 - 11h21 Corrigir A + A -

Por: Maria da Graça Marques
graca@diariopopular.com.br 

Tamanhos e preços diferentes levam consumidores a pesquisar (Foto: Paulo Rossi - DP)

Tamanhos e preços diferentes levam consumidores a pesquisar (Foto: Paulo Rossi - DP)

A menos de duas semanas para o início da Copa do Mundo 2018 na Rússia, a procura pelo aparelhos de TV começa a crescer. Muitos clientes querem aproveitar as promoções deste começo de junho para trocar a antiga tevê, ainda de tubo, por um modelo moderno: de preferência uma smart.

Para os comerciantes, principalmente as filiais de redes, é oportunidade de conquistar os torcedores da Seleção Brasileira com promoções de preços mais baixos e parcelamentos mais longos. Na decoração das lojas, o verde-amarelo começa a ser presença obrigatória.

Mas o cliente está comprando? O gerente Aldo Dinis avalia as vendas abaixo do esperado. O momento de instabilidade no país desestimula o consumidor a fazer compras. Na sua opinião, a Copa do Mundo não está entre as prioridades para os brasileiros, ao contrário de edições anteriores da Copa do Mundo.

E as promoções? O tamanho mais procurado, segundo o vendedor Carlos Alves, é o de 50 polegadas, com preço especial de R$ 2,7 mil, em promoção. Para atender à expectativa de vendas, a rede dobrou o volume de entregas à filial de Pelotas - antes de 350 aparelhos/mês.

Anselmo Vaz, morador na Guabiroba, procurava um modelo de menos polegadas. “Só estou dando uma olhada”, resumiu o consumidor, que está desempregado. Em 24 ou 28 polegadas, o preço vai de R$ 700,00 a R$ 1 mil, em números redondos. A de 32 polegadas, em oferta, custa R$ 1,2 mil.

Para o funcionário público Airton Silva, morador no Centro, o motivo para a pesquisa de preços da nova TV não é a Copa do Mundo. “Temos que trocar mesmo”, explicou Silva, que negociava uma condição melhor de pagamento, dentro da promoção oferecida pela loja.


Comentários


Diário Popular - Todos os direitos reservados