Futuro

Microrregional de Pelotas define prioridades na Consulta Popular

Foram disponibilizados 15 projetos e dez serão selecionados para a assembleia ampliada; a votação final será no fim de junho

14 de Maio de 2018 - 21h22 Corrigir A + A -
Votação ocorreu na tarde desta segunda-feira (Foto: Jô Folha - DP)

Votação ocorreu na tarde desta segunda-feira (Foto: Jô Folha - DP)

Ocorreu na tarde desta segunda-feira (14) a votação que define as áreas prioritárias da microrregião de Pelotas para o orçamento destinado pela Consulta Popular à Zona Sul. O governo do Estado anunciou na metade de abril a verba de R$ 3,8 milhões para os 22 municípios da área do Corede Sul, que inclui oito microrregionais. A área de Pelotas abrange os municípios de Arroio do Padre, Capão do Leão e Morro Redondo, e 15 projetos voltados à indústria, à agricultura, à saúde, à educação, à segurança, à cultura e ao turismo estiveram em pauta. Destes, dez serão selecionados para uma assembleia ampliada no dia 22, com as outras sete microrregiões, que definirão de seis a dez projetos para a cédula final da votação popular, marcada para os dias 26, 27 e 28 de junho.

A verba destinada para o orçamento de 2019 - que será aprovado ainda neste ano - é 46% maior do que a concedida em 2017 para o orçamento de 2018. As áreas que receberão as verbas serão definidas no dia 28 de junho. As assembleias definem não só as áreas, mas também a porcentagem da verba destinada para cada uma.

Na votação microrregional desta segunda, cada eleitor definiu seis projetos de preferência. Para Pelotas poder se candidatar aos recursos, deve ter a participação de 3,5 mil pessoas na votação final de junho. Depois, precisa ter outra porcentagem de votos em cada área selecionada.

No ano passado, a participação popular na primeira etapa foi de 700 a 800 pessoas na microrregião. Na votação final, mais de 35 mil eleitores participaram em toda a área do Corede Sul.

Projetos em votação
Segundo o secretário executivo do Corede Sul, Matheus Fernandes da Silva, inicialmente foram selecionados 80 projetos na Zona Sul, 15 deles foram à votação, confira:

Redes de cooperação (qualificação da gestão empresarial) - Valor mínimo: R$ 150 mil

Apoio aos Parques e Polos Tecnológicos - Valor mínimo: R$ 300 mil

Apoio aos Arranjos Produtivos Locais (APL) - Valor mínimo: R$ 150 mil

Formação empreendedora com enfoque tecnológico e social - Valor mínimo: R$ 300 mil

Agroindústria familiar - Valor mínimo: não definido

Correção de solo - Valor mínimo: não definido

Programa Conexão - Rede Estadual Intermunicipal de Cultura - Valor mínimo: não definido

Infraestrutura e equipamentos turísticos para o bem receber - Valor mínimo: não definido

Inventário turístico - Valor mínimo: não definido

Regionalização do turismo - Valor mínimo: não definido

Laboratórios Tecnológicos para escolas da 5ª, 11ª e 18ª CRE (Educ. Profissional Técnica de Nível Médio) - Valor mínimo: não definido

Implementar espaços pedagógicos para escolas da 5ª, 11ª e 18ª CRE (Escolas de Nível Fundamental e Médio) - Valor mínimo: não definido

Ampliação e reforma para estabelecimentos de saúde - Valor mínimo: não definido

Aquisição de equipamentos para estabelecimentos de saúde - Valor mínimo: não definido

Reaparelhamento dos órgãos de segurança - Valor mínimo: não definido


Comentários


Diário Popular - Todos os direitos reservados