Prazo

Último mês para as regularizações eleitorais para 2018

O TRE funciona de segunda a sexta, das 12h às 19h, na avenida Ferreira Viana, 1.159

11 de Abril de 2018 - 09h43 Corrigir A + A -
Eleitores também podem agendar o atendimento no site do TRE. (Foto: Paulo Rossi - DP)

Eleitores também podem agendar o atendimento no site do TRE. (Foto: Paulo Rossi - DP)

Os eleitores que querem regularizar seu título eleitoral no Tribunal Regional Eleitoral (TRE) têm até o dia 9 de maio para realizar o serviço. O prazo, de menos de um mês, serve para cadastro da biometria, transferência de domicílio eleitoral, alterar dados ou ainda confeccionar o primeiro ou uma segunda via do título de eleitor. O TRE funciona de segunda a sexta, das 12h às 19h, na avenida Ferreira Viana, 1.159.

O prazo também cabe ao eleitor com deficiência ou mobilidade reduzida para solicitar a transferência para seção com acessibilidade. Terezinha da Luz acompanhou o filho Ranon Tales que foi fazer o seu título eleitoral. Ranon está completando 18 anos e quer votar em 2018. “Agora tem que escolher bem o candidato”, brinca a mãe. O serviço é rápido e exige, para o primeiro título eleitoral, um documento original com foto (não é aceita carteira de habilitação), comprovante de quitação militar e um comprovante de residência.

Para transferir o título de eleitor para outra cidade ou para fazer a biometria é mais fácil, sendo necessário um documento com foto e uma declaração de residência no nome do interessado ou com uma procuração, sem a necessidade de reconhecimento em cartório.

Era o que fazia ontem à tarde Roberta Monquelat, que se mudou para Pelotas há dois anos e ainda não tinha transferido seu título para esta zona eleitoral. “Ainda por cima perdi o meu documento e preciso fazer um novo”, disse. Não havia filas na tarde de ontem, e quem chegasse era atendido prontamente. Os horários com mais gente à procura de serviços, segundo os servidores, são nas primeiras horas.

Atendimento agendado
Outra opção para quem não quer enfrentar filas é agendar o atendimento pela internet. Basta acessar aqui o link e marcar um horário com o Cartório Eleitoral.

Nome social
Travestis e transexuais este ano também podem solicitar a inclusão de seu nome social no título de eleitor e no caderno de votações para as eleições em outubro. O nome social é aquele que o transexual é reconhecido socialmente - diferente do nome civil. Caso o prazo seja perdido, a mudança será feita somente para as próximas eleições.


Comentários


Diário Popular - Todos os direitos reservados