Safra

Colheita da uva será antecipada

Em razão das condições climáticas, produtores se preparam para colher a fruta no fim do mês

10 de Janeiro de 2018 - 08h30 Corrigir A + A -
Vendas chegarão à área central da cidade (Foto: Victória Salomão)

Vendas chegarão à área central da cidade (Foto: Victória Salomão)

Mais cedo do que nos anos anteriores, os produtores rurais do município de Pelotas se preparam para a safra anual da uva. Em função das condições climáticas, principalmente das poucas horas de frio acumuladas no inverno do ano passado, os vinhedos apresentaram desenvolvimento precoce. O evento que marca a abertura oficial da colheita da fruta na região chega este ano a 8ª edição e ocorre no dia 27 deste mês, na propriedade de Dirceu Kurz, na Colônia São Manoel - 8º distrito.

A festa terá início às 13h30min. Além da comercialização da fruta in natura e derivados, contará com degustação, apresentações musicais, celebração religiosa e demonstração de cultivares, no espaço da Embrapa Uva Vinho. A organização é da Secretaria Municipal de Desenvolvimento Rural (SDR), em parceria com Emater/RS-Ascar, Embrapa Clima Temperado e Universidade Federal de Pelotas com o objetivo de divulgar a viticultura do município. “O nosso principal foco é mostrar para a população urbana o que é produzido aqui, ampliando o mercado consumidor. Além disso, trabalhamos para que os próprios produtores rurais se aproximem da cultura, uma vez que ela permite que se produza muito em pouco espaço, sendo uma alternativa à renda e à sucessão rural”, destaca o secretário da SRD, Jair Seidel.

De acordo com dados da Emater/RS-Ascar, mais de cem famílias têm na cultura sua atividade econômica e a estimativa para a safra deste ano é de aproximadamente 650 toneladas - rendimento similar ao de 2017. A novidade este ano é que o trabalho de divulgação da cultura continuará mesmo depois do evento. Como foi feito com o pêssego e o morango, os produtores também estarão comercializando a fruta, em embalagens padronizadas de 2,5 quilos, de segunda à sexta-feira, em feira fixa no largo Edmar Fetter e aos finais de semana em feiras itinerantes nos bairros da cidade, até o dia 4 do mês de fevereiro.


Comentários


Diário Popular - Todos os direitos reservados