Copa Paulo Sant’Ana

Após derrota para o Pelotas, Aimoré troca de técnico

Fabiano Borba deixa o comando da equipe, e Arílson assume para tentar remobilizar o elenco antes da decisão contra o Lobo

10 de Outubro de 2017 - 09h59 Corrigir A + A -
Derrota por 2 a 0 na Boca do Lobo fez a direção do Aimoré mudar o comando para a decisão do próximo domingo (Foto: Jô Folha - DP)

Derrota por 2 a 0 na Boca do Lobo fez a direção do Aimoré mudar o comando para a decisão do próximo domingo (Foto: Jô Folha - DP)

O técnico Fabiano Borba não resistiu à derrota por 2 a 0 para o Pelotas no jogo do último domingo, válido pela partida de ida das semifinais da Copa Paulo Sant’Ana, e deixou o comando do Aimoré. Em nota, o clube disse a saída foi em comum acordo entre ambas as partes. Para seu lugar, o clube anunciou a contratação de Arílson Costa, ex-atleta da dupla GreNal e que até então era técnico da base do clube.

A campanha do Índio Capilé sob o comando de Borba foi cheia de altos e baixos. Classificou para a fase de mata-mata em segundo lugar no grupo B, atrás do Cruzeiro, com quatro vitórias, duas derrotas e dois empates. Nas quartas, a classificação foi mais suada. Empatou em 1x1 com o Ypiranga em casa. Na decisão da vaga, perdia até o final, quando aos 44 do segundo tempo empatou a partida com gol de Giovane. Nos pênaltis, garantiu a classificação. A derrota para o Pelotas veio com atuação fraca da equipe. O Lobo dominou a partida e poderia ter goleado. Após isso, Fabiano não resistiu.

Novo comandante
Arílson Costa obteve grande destaque como jogador do Grêmio. Foi campeão da Libertadores de 1995 pelo tricolor gaúcho. Após a passagem, rodou por mais de 20 clubes, inclusive com dois retornos ao tricolor e uma passagem pelo maior rival, o Internacional, mas nunca mais obteve tanto sucesso. Chegou a ser convocado algumas vezes para a Seleção brasileira, mas em 1996 arrumou confusão com o então técnico Zagallo e fugiu da concentração da equipe que iria disputar o pré Olímpico.

Como técnico, treina as categorias de base do Índio Capilé desde 2014. Em suas mãos, os juniores do clube chegaram sempre entre os quatro primeiros no estadual, inclusive faturando o vice na última edição do campeonato.

Ele começa os trabalhos nesta terça feira, e a partida contra o Pelotas no próximo domingo será sua primeira no comando de uma equipe profissional. O desafio será remobilizar a equipe em busca do título da Copa Paulo Sant’Ana e da vaga nas competições nacionais em 2018.


Comentários


Diário Popular - Todos os direitos reservados